segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Sobre body shaming

Esse foi um post muito complicado e demorado de ser feito, demorei muito pra escrevê-lo e estou publicando ainda achando que não está perfeito, que falta algo e que eu poderia ter trabalhado melhor alguns pontos, mas ainda sem saber como poderia tê-lo feito. Dito isso, espero que vocês me ajudem a trabalhar melhor isso, contando suas experiências e deixando questionamentos que acharem pertinentes nos comentários ♥ Vamos lá.



fuckyeahsubversivekawaii

O que é body shaming?
Body shaming pode ser tanto humilhar ou ofender alguém por sua aparência ou determinado atributo do corpo quando pela maneira como a pessoa exibe esse atributo. O body shaming geralmente tem como base outros tipos de preconceito, como a gordofobia, o racismo e o slutshaming, além de, em muitos casos, fomentar a rivalidade feminina.

Precisa de exemplos? "Ah, tudo bem ser gorda, mas usar essas cropped...", "Não sei porque está usando esse decote se nem tem o que encher", "Que exagero esses cabelos... essa cor não fica legal no seu tipo de cabelo" (dificilmente o "tipo" criticado em questão é liso ou ondulado, por que será? Racismo? Não, imagina).



"Garotas curvilíneas são lindas... Ossos são pra cachorros, carne são para os homens."
Não, meu corpo não existe pra satisfazer nem agradar os homens, obrigada.

Percebam as imagens acima. Todas elas dão a entender que um tipo de corpo é melhor que o outro: é melhor ser magra e vestir 36, é melhor ser curvilínea porque quem gosta de osso é cachorro, quem usa tamanho 34 (0) são só meninas de 12 anos. Fora que né: algumas levam em consideração que as "carnes" são para os homens, logo o fator decisivo pra achar melhor ter curvas é que os homens preferem.

Deixa eu falar duas palavras pra vocês: rivalidade feminina. Mais duas palavras: male gaze (ou simplesmente "olhar masculino", porque a se a gente tem a palavra em português às vezes é bom usar).

Não sei vocês, mas pra mim falar mal do corpo das outras mulheres e usar como justificativa o que os homens preferem pra mim é uma PÉSSIMA ideia. Primeiro e mais obviamente porque você não tem nada que falar de um corpo que você não habita, segundo que se você precisa justificar sua "opinião" com a preferência de terceiros convém questionar se é uma opinião que vale a pena dividir, pra começar. Terceiro ponto: vamos parar com essa heteronormatividade de supor que toda mulher gosta de homem, né não?


fuckyeahsubversivekawaii

Cuidado com as elofensas!

O que é uma elofensa? Sabe aquele "elogio" que você fica em dúvida se a pessoa está te cumprimentando ou alfinetando? Tipo: "Nossa, você tá linda com essa cor de cabelo, bem melhor que aquela antiga que te deixava com cara de velha!" ou "Puxa, parabéns, ficou muito bom isso aí, não achei que você fosse capaz!", "Acho super legal que você usa o que quer sem se importar, se eu tivesse um corpo como o seu jamais teria coragem!" (alô, gordofobia) ou ainda "Que incrível que essa roupa ficou em você, geralmente não fica boa em pessoas com uma pele escura como a sua!" (ainda tem racismo de leve, que beleza ¬¬). Não dá pra elogiar sem criticar? Se você acha que não dá, melhor não falar nada.



fuckyeahsubversivekawaii

"Então eu não posso achar tal coisa feia? Eu tenho direito de ter opinião!" Sim, você pode e sim, você tem. Eu mesmo acho muita coisa feia, e embora eu tenha o direito de achar isso, não estou exercendo meu direito quando faço com que a pessoa se sinta mal por isso, ou quando ofendo alguém apenas por estar dando minha opinião não-solicitada. Isso não é ter opinião, é ser mal educada e desnecessária.

Deixa eu dar um dica de amiga: a gente tem uma coisa muito louca e tecnológica chamada pescoço, que direciona pra onde a gente vira o rosto e, consequentemente, os olhos. Embora não dê pra fechar as narinas pra bloquear totalmente odores desagradáveis ou ativar surdez temporária pra não ouvir certas coisas, a gente pode escolher o que a gente vê! :D E mais ainda: a gente pode escolher não ser uma cretina sobre o que a gente vê! Mesmo que aquilo te incomode, você não precisa torcer o nariz, fazer cara de nojo nem fazer a pessoa se sentir mal e julgada. Você pode ignorar e olhar pro outro lado.

Outra coisa que acho interessante questionar é: por que eu acho tal coisa feia? Eu só acho desagradável mesmo ou durante toda a minha vida tive outras pessoas (e a mídia, essa linda) me dizendo nas entrelinhas (ou descaradamente) que ser gorda nunca é saudável, que cabelo longo é mais ~feminino~ (portanto mais adequado pra qualquer mulher), que mulher tem que ter seios e bunda grandes e cintura fina, que mulher que não se depila é porca?

É fácil falar que você se depila porque gosta (como se não doesse), é fácil falar que você se maquia porque gosta (mas tem vergonha de postar foto sem maquiagem, mas você se olha no espelho de cara limpa e não gosta do que vê), é fácil projetar tudo isso nas outras pessoas, achando que é um baita elogio comentar como a amiga está linda e magra, mesmo que tenha sido por conta de uma depressão ou transtorno alimentar. É difícil rever tudo isso, porque isso exige que a gente saia da nossa zona de conforto.

Também não estou querendo dizer que somos totalmente manipuláveis e que nenhuma opinião que tivermos é de fato nossa, mas quero chamar a atenção para o fato de que nossos gostos não surgem do vácuo, que somos em grande parte produto da sociedade em que estamos inseridas e da criação que tivemos. Tem algum problema gostar de maquiagem? Claro que não. Ela pode ser uma forma de expressão, sendo mais artística ou não. Tem problema odiar se ver sem maquiagem e precisar de vários produtos pra se sentir confortável consigo mesma? Provavelmente, né?



fuckyeahsubversivekawaii

Eu sinceramente não concordo com essa ideia de que "todo mundo é bonito do seu jeito", mas acredito que a beleza possa ser encontrada em todos os lugares, até porque é um conceito muito subjetivo, e nem todo mundo vai enxergar beleza nas mesmas coisas. Não tem problema admitir que acho algumas pessoas feias (mas não tenho direito nenhum de chegar nelas falando isso porque simplesmente não é da minha conta!). Pra mim bonito é o que agrada os meus olhos, e se não agradar também, tudo bem, tem outras características mais importantes a serem notadas e o valor de alguém não é determinado pelo quão eu, você ou toda a humanidade a acha bonita. Tem muitas outras qualidades mais importantes e impressionantes, como ser inteligente, altruísta, ótima em consertar coisas ou fazer ótimas planilhas no Excel (?).

Eu sei que é muito difícil de desconstruir isso em uma sociedade que coloca nossa aparência como quesito principal para medir nosso valor como pessoas, onde existem 1001 maneiras de se adequar para se tornar agradável aos olhos dos outros, e quando a pessoa diz "eu não me acho bonita" não precisa necessariamente significar que ela tem baixa autoestima, talvez ela apenas não veja isso no espelho. Talvez mesmo assim ela saiba que tem ótimo senso de humor, que ninguém faz uma macarronada melhor ou que tem um dom inato para perceber quando alguém precisa de um carinho e não precisa que você a console dizendo: "Imagine, você é linda, sim!" porque na cabeça de algumas pessoas, isso não é o mais importante, e nem deveria ser.



fuckyeahsubversivekawaii

Também não quer dizer que quando a pessoa elogia determinado aspecto da sua aparência ela esteja sendo falsa ou falando só pra agradar: acredite, tem gente que acha mesmo bonito marquinhas de estrias, sardas em excesso (como eu sei que eu tenho) e eu posso me incluir no time das pessoas que acham olheiras interessantes (mas por favor, não achem que eu romantizo insônia e outros problemas por causa disso)! Então mesmo que você não ache aquilo bonito e que a sua opinião sobre si mesma seja de fato a mais importante, não quer dizer que a opinião positiva das outras pessoas não seja sincera.

Amar seu corpo e achá-lo lindo, embora pareçam estar quase sempre ligadas, são coisas diferentes. Você pode achar que seu nariz não é o mais bonito e ainda reconhecer que ele é único, que te dá personalidade e que, no conjunto da obra, combina com você. Você pode achar suas pernas pouco atraentes, mas ficar feliz por elas serem fortes e saudáveis e te sustentarem durante o dia. Você pode achar seus olhos assimétricos e preferir "consertá-los" com maquiagem, mas ficar grata por enxergar o mundo através deles. Seu corpo é o templo que sua alma habita e ele pode não ser o mais lindo do mundo, mas é importante se sentir bem e confortável nele.



"Ter uma imagem corporal positiva não é acreditar que seu corpo é bonito; é acreditar que seu corpo é bom, independente da aparência. Não é pensar que você é bonita, é saber que você é mais do que bonita. É entender que seu corpo é um instrumento para seu uso, não um ornamento para ser admirado."

- Lindsay Kite, PhD

Também gostaria de indicar esse vídeo da Jout Jout: As pessoas não estão aí pra agradar seu senso estético

Por fim, queria lembrar que todo mundo está lutando batalhas que nós nem podemos imaginar e por mais insignificante que pareça, se a gente não pode ajudar, não custa atrapalhar.

E fica um lembrete:

"Numa sociedade que lucra com a nossa insegurança,
gostar de si mesma é um ato revolucionário."

5 comentários:

  1. Muito bom teu post Ichigo! Gostei bastante =)
    =**
    Luly
    Pastel Cubes

    ResponderExcluir
  2. Eu tô é aplaudindo este texto u.u Eu não tenho paciência para pessoas q ficam criticando a aparência dos outros por nada

    ResponderExcluir
  3. Adorei! Acho importante amarmos e respeitarmos nosso corpo. Ano passado eu engordei bastante em poucos meses e fiquei me sentindo feia e infeliz. Mas eu aprendi a amar esse novo corpo, que ainda é saudável e ainda é o templo da minha alma. Nos últimos dois dias pelo menos 3 pessoas comentaram sobre o quanto estou gorda e percebi que isso não me deixou chateada. Mas fico com a lição de que se não tenho nada positivo para falar, fico quieta mesmo.
    Ps: eu também gosto de olheiras >//< acho que é porque minha mãe sempre teve e ela é meu referencial de mulher incrível ever. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Baita texto, Ichigo ♥
    Já vi muita gente dizer "aiiin mas eu não posso achar tal pessoa / tal característica feia?" poder, pode, mas nada te dá o direito de ir lá e dizer sua opinião sendo que não foi solicitada né. Acho que você colocou muito bem suas opiniões, gostaria que mais gente lesse seu texto e entendesse um pouco mais sobre body shaming e possam passar a amar mais seus próprios corpos.

    PS: nada contra olheiras, geralmente nem reparo nelas. mas acho sardas e manchinhas um charme! sou suspeita pra falar porque tenho muitas, mas minha mãe tbm é sardenta no rosto e detesta, enquanto eu acho isso a coisa mais bonitinha o possível - inclusive nela, hahaha.

    beijinho,
    Heidi~

    ResponderExcluir
  5. O texto está muito bom, mesmo que você sinta que não está perfeito! Gostei muito ♥

    Achei importante esse ponto das "elofensas". Confesso que já cometi esse deslize e depois me questionei "por quê eu falei aquilo?", sendo que era mais simples elogiar.

    Minha pele tem tendência a manchar muito, principalmente com marcas de espinhas (e tenho muitas pintas também). Não gosto! Mas me olho todos os dias e tento fazer um exercício que aquilo faz parte de mim de alguma forma. Tem dias que olho e me acho bonita, outros eu teria vontade de sumir com aquilo. Me sinto incomodada quando alguém comenta disso, mas há dias que não ligo.

    Beijos ;*

    ResponderExcluir